BLOG DA PASTORA ZENILDA


Pra. Zenilda Reggiani Cintra
As opiniões deste blog refletem a minha visão e não, necessariamente, a de outras pastoras da CBB.
Por favor, ao reproduzir textos deste blog indique o link: http://pastorazenilda.blogspot.com/. Obrigada.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

O ALTO PREÇO DE SE ORDENAR MULHERES AO MINISTÉRIO PASTORAL

Essa carta do Pr. Francisco Dias da Silva Filho, publicada no site www.projetoamor.com/, é um desabafo quanto às implicações para o seu ministério da ordenação de uma pastora e, certamente, reflete o que aconteceu com vários pastores ao redor do Brasil nesses 10 anos de pastorado feminino. Glória a Deus pela vida deles!


Recife, 5 de outubro de 2009

Aos Amados irmãos e amigos que compõem a Direção da Convenção Batista Brasileira - CBB

Depois de 08 anos de silêncio sobre o assunto Concílio, após ler a matéria publicada no O Jornal Batista de 27 de setembro de 2009 que me foi enviada por e-mail, resolvo quebrar o silêncio e abrir meu coração.

De acordo com a matéria, o Pr. Dr. Josué Salgado - Presidente da CBB para a OPBB, no uso de suas atreibuíções como Presidente, juntamente como Conselho da Convenção, resolveram corrigir um erro histórico que já havia se constituído há muito tempo num mal estar relacional entre nós batistas. Trata-se da prerrogativa de decisão quanto a convocação de concílio examinatório, como decisão da Igreja local ou da OPBB. Diante da decisão publicada, penso que agora sim, é possível dialogar.

Amados! Creio que a decisão tomada pelo Conselho da CBB e publicada no O Jornal Batista de 27/09/2009 é, a meu ver, nos últimos anos, a mais séria, sábia e plausível decisão que um Conselho no nível da CBB poderia ter tomado.

Desde de 2001, quando ordenei a primeira Pastora Batista de Pernambuco para me substituir à frente da Primeira Igreja Batista em Fernando de Noronha, quando de uma hora para outra, virei um "expúria" para muitos que antes me chamavam de "colega" de ministério. O que certamente era verdade, apenas eu é que não entendia a semântica da nomeação, já que colega exprime apenas a idéia da pessoa que, em relação a outra(s), pertence à mesma corporação, comunidade, profissão etc. Diferente da acepção Amigo que é alguém que ama, demonstra afeto, amizade, afeição, o que não ocorreu para comigo. Assim, infelizmente, tive que aprender, na dura realidade do "escanteamento", que de fato eu não era Amigo de Ministério, era apenas um colega.

Mas, graças a Deus, diante da realidade agora posta pela sapiência dos novos líderes da CBB, que ora nos representam como denominação, pondo novamente à mesa a inalienável liberdade e autonomia das Igrejas Batistas, princípio doutrinário que nos rege como uma Igreja de liberdade pensante, renovamos nossa alegria em ser batista.

Vejo a decisão tomanda pela CBB como um presente, já que estou às vésperas de completar dezoito anos de Ministério à frente de uma Igreja Batista e tive que desde Março de 2001, quando ordenei a Pastora Eridinaide Cunha para pastorear a 1ª Igreja Batista de Fernando de Noronha, pedi minha desfiliação da Ordem dos Pastores Batista do Brasil - secção Pernambuco. Na época, não concordei com forma arbitrária como fui tratado pela liderança da OPBB-PE, principalmente do ponto de vista cristão, colocando meu nome como se fosse o de um moleque nos meios de comunicação de nossa denominação local. Eu que tanto já havia contribuído para a denominação. Até porque, embora o concílio tenha sido à época presidido por mim, a candidata havia sido examinada por uma das maiores autoridades teológicas do Brasil, o Dr. Zaqueu Moreira de Oliveira, meu grande amigo. Mas, hoje, sinto-me feliz e com vontade de voltar a fazer parte da OPBB.

Quero parabenizar ao Presidente da CBB e todos os demais membros do Conselho por tão relevante decisão datata de 27/03/2008 e só agora publicada no O Jornal Batista. Isso me deu ânimo para voltar a filiarme à OPBB, embora, sempre tive a consciência de que nunca deixei de ser Batista, pois amo minha denominação do mais profundo do meu coração. Fato que pude, com alegria confirmar recentemente quando fui convidado a proferir na última semana uma mensagem no Amado Seminário Teológico Batista do Norte do Brasil, dirigida pelo grande amigo Pastor Dr. Roberto Schuller.

Creio que estamos às vésperas de um renôvo maravilhoso em todos os âmbitos de nossa querida denominação e que, por certo, dia-a-dia, estamos caminhando para voltar a ser aquilo que sempre nos uniu, uma denominação ligada pelos elos da cooperação e do amor mútuo.

Que DEUS, em sua infinita e maravilhosa graça e terna misericórdia, possa abençoar a Direção de nossa denominação, para que, em tempo oportuno, possa ir gradativamente, devolvendo às nossas Igrejas a autonomia que elas nunca deveriam ter perdido, do ponto de vista Institucional.

Que o ETERNO e SOBERANO DEUS, renove nossa esperança e alegria em ainda abrirmos o coração e com doce e terno carinho dizermos: sou Batista!

No Cristo Vivo
Francisco Dias da Silva Filho
Pastor Presidente da Igreja Batista em Campo Grande - Recife - PE

3 comentários:

  1. Há uma luz no fim do túnel. Caminhemos com mansidão e humildade, como Jesus ensinou, e chegaremos lá.

    A denominação somos nós, os batistas do Brasil.

    Aleluia!!!!!!!!!!

    Pr. Adriano Pereira de Oliveira

    Igreja Batista de Flórida Paulista, SP.

    ResponderExcluir
  2. Olá Pr. Adriano
    Obrigada por seu comentário.
    Continuamos a caminhar com esperança.
    Abs

    ResponderExcluir
  3. Shalom!

    Uma alegria conhecer seu blog. O Eterno
    Resplandeça o rosto DELE sobre ti.

    Medite no Salmo 36.8,9

    Nele, Pr Marcelo Oliveira

    P.s>> Visite:

    http://davarelohim.blogspot.com/

    e veja a matéria inédita:

    Encontradas moedas egípcias com
    a efígie de José

    ResponderExcluir